Páginas


Para acessar os Blogs do Castelinho clique aqui!

quarta-feira, 1 de abril de 2009

A IMPORTÂNCIA DA DIFERENCIAÇÃO ENTRE JOGOS E BRINCADEIRAS


"Alguns autores utilizam as expressões jogos, brincadeiras, brinquedo como se fossem palavras sinônimas. Para vários autores, brincar e jogar resultam num processo criativo para modificar, imaginariamente, a realidade e o presente. É difícil estabelecer se uma atividade recreativa é uma brincadeira, um pequeno jogo, ou um grande jogo. Para classificá-la, é necessário analisar como esta atividade será desenvolvida e assim chegar a uma conclusão." (Emerson Antonio Brancher)

De acordo com a sitação do autor Emerson Antonio Brancher, pesquise e tire suas conclusões a respeito da "Importância da Diferenciação entre Jogos e Brincadeiras".
Após sua pesquisa, registre suas conclusões em comentário aqui abaixo, relacionando os autores e fontes pesquisadas que justificam suas conclusões.

34 comentários:

Adri disse...

Adriele Sieben 3°n2

Texto lido de Piaget

a brincadeira acontece onde quer que a criança se encontre,idependente do local, basta um pequeno estimulo que o pensamento se leve para um diferente mundo, repleto de faz-de conta. o brincar é fundamental para o desenvolvimento da criança, ela se expressa muitas vezes dessa forma.
As crianças ao se depararem com o jogo, assimilão novas informações e acomodão-as a novas estruturas mentais (o exercicio, o simbolo e a regra.

Eu acredito que brincar e jogar andam juntos, no desenvolvimento cognitivo, muitas vezes o brincar pode virar um jogo, porem o brincar muitas vezes surge espontaneamente e o jogo é mais dirigido.

Jéssica disse...

JÉSSICA MICAELI KRAEMER
3N2
Jogos e brincadeiras não são a mesma coisa.
Jogos: competição
Brincadeiras: apenas diversão, entreterimento.
JOGOS: são atividades que podem ter uma flexivilidade maior. Podem ter regras adptadas dependendo do espaço, do material disponevel, número de participantes. Os jogos podem ser competitivos, cooperativos ou na maioria das vezes passa tempo ou por diversão.
BRINCADEIRAS: São diferentes dos jogos por terem regras simples, que não precisam de quadras, intruçoes nem treinamento. Na maioria das vezes, brincadeiras são feitas na maioria das vezes por crianças por serem simples.
Fonte:apostila de ensino medio

ANJO disse...

a diferença entre brincar e jogar é!!!
BRINCANDO A CRIANÇA APRENDE NOVAS COISAS
E JOGANDO ELA APRENDE A GANHAR E A PERDER
AUTORA: KELLY
SERIE 3N2
RESPOSTA DE VPARIOS AUTORES
BASEADA EM UM RESUMO MEU QUE EU FIZ DA
RESPOSTA DOS AUTORES

CARLOTE disse...

Conforme Cristina Laclette Porto, brincadeira é uma forma privilegiada de aprendizagem, onde as crianças trazem nelas o que veem, escutam, etc...a brincadeira esta relacionada a seu contexto de vida.
Já o jogo conforme Maria Carmem Silveira Barbosa vê o jogo como aquilo que nos torna realmente humano. Ou seja brincadeira envolve a vida no lúdico,NO FAZ-DE-CONTA, e o jogo envolve regras e é apartir da nossa infância com jogos que aprendemos regras e tambem conviver e respeitar a sociedade.CARLOTE 3N2

Mari Bioeu disse...

Marluci Bioeu 3N2

Segundo Júlio Oliveira de Lima...
Jogo é a atividade com regras que define uma disputa “que serve para brincar” e brincadeira é o ato ou efeito de brincar, entreter-se, distrair-se com um brinquedo ou jogo. Ao tentar estabelecer a diferença entre jogos e brincadeiras há apenas uma pequena nuança: o jogo é uma brincadeira com regras e a brincadeira, um jogo sem regras. O jogo se origina do brincar ao mesmo tempo em que é o brincar.
Para mim jogo contem regras é uma disputa.
Brincadeiras são recreaticas e a criança se enterte com os jogos e brincadeiras, usa a imaginação.

mika disse...

Marina G. Nonnenmacher 3N2

No meu ponto de vista existe sim uma diferença entre jogos e brincadeiras.
Jogos são atividades que podem ter uma flexibilidade maior nas suas regulamentações, ou seja, as regras podem ser adaptadas em função das condições de espaço, material disponível, número de participantes, etc. Podem ser competitivos, cooperativos ou como sempre, passatempo ou diversão.

Já as brincadeiras distinguem-se dos jogos por terem regras simples e flexíveis, não se necessitando de quadras, tabuleiros, instruções, treinamento, peças ou dispositivos especiais para delas se participar. A brincadeira de criança, por ser livre de regras e objetivos pré-estabelecidos, é solta e despreocupada, o que proporciona uma certa liberdade. As crianças brincam para gastar energia e se divertirem.

FONTE:Apostila de ensino médio e pt.wikipedia.org.

Kelly disse...

Kelly Weiss 3n2
BRINCADEIRA é o caminho natural do desenvolvimento humano que oferece a construção de uma base sólida para toda vida, pois é capaz de atuar no desenvolvimento cognitivo e emocional de uma forma natural e harmonica.É a forma que a criança tem de expressar como ela reflete, organiza, constrói o seu mundo.
JOGOS são atividades em que os participantes possuem uma maneira formal de proceder e estão sujeitos a regras.se conduzidos adequadamente os jogos podem favorecer momentos de confraternização, integração, aceitação da derrota e equilibrio entre adiversários e companheiros.
Segundo Julio Oliveira de Lima que baseou-se nas teorias de Piaget e Vygotski

morganise disse...

DE acordo com rousseau (17712-1771)jogo e brincadeira é a forma de libertação da criança,mas jogo é uma forma mais regrada brincadeira é mais espontaniConcordo com o filoso acreditando que para a criança tudo e diverção.
Morganise 3n2.

ANJO disse...

a diferença entre brincar e jogar é!!!
BRINCANDO A CRIANÇA APRENDE NOVAS COISAS
E JOGANDO ELA APRENDE A GANHAR E A PERDER
AUTORA: KELLY
SERIE 3N2
RESPOSTA DE VPARIOS AUTORES
BASEADA EM UM RESUMO MEU QUE EU FIZ DA
RESPOSTA DOS AUTORES

morganise disse...

De acordo com rousseau (1712-1771)jogo e brincadeira é a forma de libertação da criança,mas jogo é uma forma mais regrada brincadeira é m espontania.Concordo com o filosofo acreditando que para a criança tudo e diverção.
Morganise 3n2.

BELA disse...

Para a autora KISHIMOTO (1994) a brincadeira se caracteriza por alguma estruturação e pela utilização de regras, exemplos de brincadeiras que poderíamos citar e que são amplamente conhecidas: brincar de casinha,ladrão e polícia etc.. A brincadeira pode ser tanto coletiva quanto individual.Na brincadeira a existência das regras não limita a ação lúdica, a criança pode modificá-la, ausentar-se quando desejar, incluir novos membros, modificar as próprias regras, enfim existe maior liberdade de ação para asa crianças.

Para a mesma a compreensão de jogo está associada aoa objeto(brinquedo) quanto à brincadeira. É uma aividade mais estruturada e organizada por um sistema de regras mais explícitas. Exemplos clássicosseriam: jogo de mímica,de cartas , de construção, de faz- de conta etc. Uma caracteristica importante do jogo é a sua utilização tanto por crianças quanto por adultos, enquanto que o brinquedo tem uma associação mais esclusiva com o mundo infantil.


Cibele Durayski Turma:3n2

Mari Bioeu disse...

ANA LUIZA 3N2
comentário:segundo a autora Cristina Porto,as brincadeiras e os jogos abordam experiencias na aréa de educaçao que valorizam esses temas e encontram formas de incorporalos.
A brincadeira é uma forma privilegiada de aprendizagem, conforme as crianças vão crescendo elas vem trazendo para as suas brincadeiras o que vem, escutam, observam e experimentam.
O jogo apesar de ser uma outra forma da criança brincar ele tem a função de despertar a curiosidade e o espirito de incentivo a criança vencer.

Ana disse...

segundo Piaget (1998), o jogo constitui-se em expressão e condição para o desenvolvimento infantil, já que as crianças quando jogam assimilam o faz de conta da realidade; O brinquedo e o jogo são produtos de cultura e seus usos permitem a inserção da criança na sociedade;
ja o brincar é a forma que a criança tem de exercitar a sua imaginação e que permite-as se relacionarem com as necessidades de um mundo que pouco conhecem .

Colégio Estadual Presidente Castelo Branco disse...

Jogos de cartas podem ser considerado brincadeira, ou um jogo, vai dos participantes levarem a serio,assim como o voleibol, o futebol entre outras atividades.Principalmente quando valem titulos ou premios, muitas brincadeiras tornam-se jogos.
Segundo Piaget tanto o jogo quanto a brincadeira, serve não apenas para gastar energia mas favorece tambem o desenvolvimento humano num todo.

Ana Rita de Jesus 3n2

Anônimo disse...

Vanessa 3N1

Silva(1993) chegou a um conceito de brincadeira que é encarada como uma simples distração, fazendo com que cada um descarregue sua enegia, se tornando uma atividade sem importância, sendo própria para criança.
Já o JOGO é uma brincadeira com regras e a BRINCADEIRA, um jogo sem regras. O jogo se origina do brincar ao mesmo tempo em que é o brincar.

Anônimo disse...

JOANA PAULA TRÄSEL- 3N1

A recreação é liberdade total da criança. É preciso que elas saltem, pulem, corram, gritem, se agitem, e isso não é somente para as crianças, mas para os adultos também. O jogo não serve apenas para divertimento e sim também para o desenvolvimento da pessoa.
Para Kishimoto, jogo é uma atividade voluntária exercida dentro de certos e determinados limites de tempo e espaço.
Para Barreto, brincadeira é uma atividade lúdica livre, separada, incerta, improdutiva, governada por regras e caracterizada pelo faz de conta.
Para Sá, brincar é algo intrísico à vida de toda criança, é um processo que vai se densenrolando em toda sua vida, no tempo e no espaço físico e no qual estão contidos aspectos físicos, emocionais e mental.
Silva diz que brincadeira é apenas uma distração, onde a criança pode descarregar a sua energia.
Froebel introduz o brincar para educar e desenvolver a criança.

Para mim a brincadeira e o jogo andam juntos. Cada um com os seus aspectos significantes, com os seus objetivos, mas que sempre serão importantes para o desenvolvimento humano. É também capaz de atuar no desenvolvimento cognitivo e emocional de forma natural e harmônica.

Anônimo disse...

Débora 3n1

Existem muitos tipos de jogos, de faz de conta, com regras e tempos destinados ao pescurso a seguir, são diferentes da vida cotidiana, são competitivo, de grupo ou solitários. Acho bem complicada a definicão de jogo por ter essa variedade de situações.
A brincadeira tambem tem várias definições, mas na minha opinião são mais simples de interpretar. Ela tem suas proprias regras que podem mudar dependendo do momento, geralmente seu faz de conta esta relacionado com o cotidiano( imitam os pais , colegas...)seu tempo e espaço destinado a brincadeira são livres.

Anônimo disse...

Nome:Ana Cláudia
Turma:3N1
Segundo a Psicóloga e Psicopedagoga Marina S.Ropdrigues Almeida-O brincar é uma situação livre de conflitos e tensões,havendo assim sempre um elemento de prazer. Já o jogo é considerado um vínculo entre as pessoas.Hoje o jogo já é um carater mais individual.
Com o que li chego a conclusão de que não fica bem claro sobre o que é o jogo e o que é o brincar,pois os dois andam sempre juntos e se a criança não joga ou não brinca não se desenvolve,não fantasia,não sonha.

Anônimo disse...

Denise Fuchs 3N°1
segundo Marina S. Rodrigues Almeida
jogo uma atividade exercida dentro de certos e determinados limites de tempo e espaço, seguido de regras adotadas de si mesmo.
Brincar é uma forma infantil da capacidade homana de esperimentar, criar situaçoes.

Anônimo disse...

Jogos são atividades que podem ter uma flexibilidade maior nas suas regulamentações, ou seja, as regras podem ser adaptadas em função das condições de espaço, material disponível, número de participantes, etc. Eles podem ser competitivos, cooperativos, para passatempo ou diversão.

Brincadeiras distinguem-se dos jogos por terem regras simples e flexíveis, e devido a sua simplicidade, são feitas para as crianças. É solta e despreocupada, o que proporciona certa liberdade.

* Eu acho que o brincar e jogo andam juntos, pois uma simples brincadeira pode virar um jogo.
O jogo é de uma forma mais dirigida, com regras mais rígidas que tem que ser seguidas; e a brincadeira vem de forma mais espontânea, regras existem, só que são mais simples e liberais.


NOME: Fernanda
TURMA: 3N1

Anônimo disse...

ALINE KUHN - 3NI

O que faz o ser humano crescer são os jogos e brincadeiras.Vão muito além do divertimento, servem como suporte para o desenvolvimento sócio-emocional e cognitivo.O brincar e o jogar são atos indispensáveis a saúde física, emocional e intelectual.
O jogo auxilia no processo ensino-aprendizagem, tanto no desenvolvimento da motricidade fina e ampla, no desenvolvimento de habilidades de pensamento, a criatividade, imaginação...O jogo é uma atividade rica que revela muito das estruturas sucessivas da criança.
Brincar não é perda de tempo.A criança que não brinca se sente deslocada.Obrinquedo possibilita o desenvolvimento integral da criança, se desenvolve afetivamente, convive e opera mentalmente.A criança gasta energia, imagina, constrói normas...O brinquedo facilita a apreensão da realidade.Exige movimentação física, envolvimento emocional e o desafio mental.

Segundo Piaget 1967 - " O jogo náo pode ser visto apenas como divertimento ou brincadeira para desgastar energia, pois ele favorece o desenvolvimento físico, cognitivo, afetivo, social e moral."

segundo Luise Weisse 1992 - " Através de brinquedo, a criança inicia sua integração social, aprende a conviver com os outros, a situar-se frente ao mundo que a cerca.Ela se exercita brincando."

Anônimo disse...

Sheila 3N1....Pela minha opinião e pesquisa por vários autores,a brincadeira é diferente do jogo.O Jogo é uma atividade praticada dentro de limites temporais e espaciais.A Brincadeira é vista como uma situação livre de conflitos e tensões,havendo sempe um elemento de prazer.No jogo a criança segue por vezes sim e por vezes não suas regras.No brincar ela se sente mais livre para fazer e explorar o que quiser do brinquedo ou brincadeira.

Anônimo disse...

Roberta 3ºn1

Segundo Laclette Porto, a brincadeira é um processo de relações entre a criança e o brinquedo e das crianças entre si e com os adultos. O ato de brincar é muito importante para o desenvolvimento integral da criança. Existem várias possibilidades de brincar: solidariamente, em grupo, entre criançs de idades diferentes e brincadeiras entre adultos.
Já Maria Aparecida Leira Ramos, o jogo é mais importante das atividades da infância, pois são atividads que podem ter uma flexibilidade maior nas suas regulamentações, ou seja regras podem ser adaptadas em função de condições de espaço material; Os jogos podem ser cooperativos, competitivos ou como um simples passatempo.

Na minha opinião, jogos e brincadeiras são diferentes, pois estimulam algo fiferente na criança, fazendo com que ela siga regras no jogo e na brincadeira faz da maneira que quizer inventando-a como preferir bincar sozinha ou em grupo.

Anônimo disse...

valéria 3N1. SEGUNDO A PSICÓLOGA E PSICOPEDAGOGA: MARINA S.RODRIGUES ALMEIDA.
O BRINCAR E O JOGAR PODEM SER IGUAIS OU DIFERENTES ENTRE SI, DE ACORDO COM A SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM PROPOSTA, COMO POR EXEMPLO UMA RODA COM BOLAS SE COLOCARMOS REGRAS ESPECÍFICAS AS CRIANÇAS TERÃO QUE OBEDECER TAIS REGRAS, AS QUAIS, APÓS UM DETERMINADO MOMENTO, SE TORNARÁ CANSATIVA ONDE AS CRIANÇAS PEDIRÃO: "PODEMOS BRINCAR AGORA PROFESSORA"? OU SEJA, O JOGO POSSUI REGRAS ESPECÍFICAS E O BRINCAR POSSUI OBJETIVOS CONCRETOS QUE NÃO SÃO IMPOSTOS COM RIGIDEZ APONTO DE SEREM SEGUIDOS A RISCA, MAS SIM ALGO FLEXÍVEL DE ACORDO COM O INTERESSE DA TURMA EM QUESTÃO. PORTANTO, CONCLUÍ QUE JOGAR SE DIFERE COM REGRAS A SEREM SEGUIDAS E O BRINCAR COM COMBINAÇÕES. PORÉM, MUITOS AUTORES DISCORDAM DESTA FALA.

Anônimo disse...

Segundo o livro "Brincadeiras infantis nas aulas de matematicas.Não acho que seja a mesma coisa, mas o brincar é tão importante quanto o jogar. É aprofessora que deve saber qual é o seu objetivo espesifico, e então decidir se e melhor para a quele objetivo o jogo ou a brincadeira. A brincadeira é tão objetiva e séria quanto o trabalhar para o adulto isso explica o porque
das crianças demonstram tanto interesse no brincar, brincando ela imita e atitudes do mundo adulto,descobre o mundo, vivensia leis, regras experimenta sensações.O jogo é uma das formas mais naturais da criança entrar em contato com a realidade, mas o jogo tem varias outras importânciascomo,liberar e canalisar suas energias, tem o poder de transformar uma realidade difícil, propisiaio condições de liberação da fantasia, e uma grande forma de prazer
Camila Eleutério Bussmann
Turma:3n1

Anônimo disse...

Jogo:estimula as habilidades da construçao do conhecimento.A criança enquanto joga mesmo sem saber esta brincando.Contem regras e limites.
Brincadeira:desenvolve o integral da criança.Explora muito o mental, social e principalmente o afetivo de cada criança pois é um processo de relaçao entre a criança eo brinquedo e das crianças entre si e com os adultos.
SEGUNDO AUTORA: Cristina Laclette.
Concluo que jogo e brincadeira sao diferentes apesar de parecerem parecidos, pois jogos tem objetivos especificos e a brincadeira nao tem exatamente um objetivo expecifico.
NOME:Lana Jaqueline Dutra
TURMA:3N1

Anônimo disse...

deise beckmann
concordo com a afirmação de piaget,onde ele diz que o jogo não pode ser visto apenas como um divertimento, pois podemos trabalhar varias áreas do desenvolvimento com base apenas um jogo.
já as brincadeiras se difere do jogo por terem regras simples e flexíveis, e devido a sua simplicidade, são feitas para as crianças. É solta e despreocupada, o que proporciona certa liberdade.
concluindo:o jogo e a bricadeira andam juntos e acredito que devem partir do intersse da criança, para que haja um desenvolvimento e intersse maior por parte destas.

Anônimo disse...

Segundo Benjamin (1984), para a criança, brincar significa libertar-se dos
horrores do mundo que a cerca, ela constrói enquanto brinca, um pequeno mundo de
magia em que vive por alguns momentos.

Huizinga define jogo como: “uma atividade voluntária exercida dentro de certos e determinados limites de tempo e espaço, segundo regras livremente consentidas, mas absolutamente obrigatórias, dotado de um fim em si mesmo, acompanhado de um sentimento de tensão e alegria e de uma consciência de ser diferente de vida cotidiana.”


Para mim, jogo e brincadeira são diferentes, pois a brincadeira é livre, despreocupada, para distrair e entreter, com regras simples e flexíveis e o jogo é competição, com regras mais específicas e que devvem ser cumpridas, com tempo, limites.


Maríllia, 3N1

Anônimo disse...

JÉSSICA BOHNENBERGER 3ºN1
Conclui que a BRINCADEIRA é uma atividade mais livre,que suas regras podem ser mudadas pela criança a qualquer momento,incluir novos menbros...Já o jogo esta associado ao (brinquedo)é uma atividade mais estruturada e organizada por regras explícitas.O jogo é usado tanto por adultos como por crianças.(Almeida,1987).

Colégio Estadual Presidente Castelo Branco disse...

A atividade é mais típica da vida humana, por proporcionar alegria liberdade e contentamento. È a ação que a criança desempenha ao concretizar as regras do jogo e ao mergulhar na ação lúdica.
Pode se dizer que é o lúdico em ação. Conforme Brougire (1998;pág.17) Os jogos e brincadeiras são meios que ajudam a criança a penetrar em sua própria vida tanto como a natureza e o universo. O brincar é um aação livre da criança.
Bricar e Joigar são palavras com sentidos próximos, mas em portugues entes. Brincar éc algo mais descompromissado, geralmente envolve um artifício sem seriedade, algo mais irônico quando adulto( Brinquei com ele= fiz uma piada com ele. Jogar já pressupõe um investimento em algo que pode ser sério mas tem mais a ver com uma atividade já estabelecida, com regras próprias ao contrário do brincar.
O jogar carrega em si um signicado muito abrangente.
Ou seja, brincar é diferente de jogar. O brincar é espontâneo, o jogar tem um objetivo mair e possue regras.

Julia Maria - Turma 3N1

Anônimo disse...

Adriana 3n1:

Fazendo distinção entre jogo e brincadeira pode-se dizer que o jogo é a atividade com regras que definem uma disputa “que serve para brincar” e brincadeira é o ato ou efeito de brincar, entreter-se, distrair-se com um brinquedo ou jogo. Ao tentar estabelecer a diferença entre jogos e brincadeiras há apenas uma pequena nuança: o jogo é uma brincadeira com regras e a brincadeira, um jogo sem regras. O jogo se origina do brincar ao mesmo tempo em que é o brincar.(trecho retirado do texto de Júlio Oliveira de Lima).
Minha opinião: Acho que é dificil distinguir o jogar e o brincar,pois eles andam lado a lado, não digo que jogar é o mesmo que brincar mas um é complemento do outro o que os diferencia é as regras e o modo com que são aplicados.

carla disse...

Piaget:na concepção de Piaget identifica tres grandes tipos de estruturas metais que surgemna evolução do brincar:exercícios,o simbolo e no jogo e mais regras.                                        Segundo Winnicott:o brincar facilita o crescimento e, em consequencia promove o desenvolvimento da criança.      

carla disse...

Marilei werner 3n2
Para piaget a brincadeira è a conduta livre e espontânea,onde a criança expressa sua vontade e prazer.
wikoski assegura que o desenvolvimento do jogo se faz através do processo puramente individual e de simbolos,idiossincráticos privados que derivam da estrutura mental da criança,que só por ela podem ser explicadas.

carla disse...

Solange Zanotelli 3n2
Piaget diz que a brincadeira,a criança se manifesta livremente e espontaneamente,e que pode ser ,brincada em qualquer lugar epode ser entre duas ou mais pessoas a criança assimila de sua maneira e objetivo a seu modo diferente , dos jogos pois neles tem regras e quantidade de pessoas. ex. no futebol de salão cinco cada lado.
Wikoski o jogo tem regras que precisam ser seguidas numa competição, as regras sãofundamentais pois os jogadores precisam segui-lás e de pende de cada um, fazer a sua parte para obter resultados.A brincadeira é fundamental na infãncia nos primeiros anos na escola pois dela começa a assimilação e a acomodaçao e o dominio das brincadeiras.